Mon. Jun 17th, 2024

Vulcões antigos provavelmente criaram a atmosfera para produzir camadas de gelo.

Você já se perguntou o que criou o efeito mármore cinza e branco na superfície da Lua? As manchas escuras, chamadas maria, são o resultado de uma série de erupções vulcânicas que ocorreram há bilhões de anos, cobrindo a superfície com lava quente.

Os remanescentes desses vulcões antigos podem ser a chave para fornecer uma fonte de água para os astronautas no futuro.

Embora a Lua não tenha corpos de água líquida, uma nova pesquisa da Universidade do Colorado Boulder (EUA) usou modelagem computacional para prever que esses vulcões provavelmente deixaram para trás enormes camadas de gelo nos pólos da Lua, que poderiam ter várias centenas de metros de espessura.

Esta pesquisa, publicada no The Planetary Science Journal, baseou-se em simulações de computador para recriar as condições na Lua de 2 a 4 bilhões de anos atrás, quando dezenas de milhares de imensos vulcões estavam em erupção. A partir desses modelos, eles determinaram que os antigos vulcões lunares provavelmente emitiam enormes quantidades de monóxido de carbono e vapor de água, o que potencialmente criava finas camadas de atmosfera que teriam durado o suficiente (cerca de 2.500 anos) para formar camadas de gelo mais duradouras.

“As atmosferas escaparam ao longo de cerca de 1.000 anos, então houve muito tempo para a formação de gelo”, diz Andrew Wilcoski, autor principal. “Nós imaginamos isso como uma geada na Lua que se acumulou ao longo do tempo.”

De acordo com as estimativas do modelo, cerca de 41% do vapor de água dos vulcões pode ter se condensado em gelo na superfície da Lua e agora pode estar escondido dentro de crateras, esperando para ser descoberto. Isso é mais de oito trilhões de toneladas de gelo.

“É uma recompensa potencial para futuros exploradores da Lua que precisarão de água para beber e processar em combustível de foguete”, diz o coautor Paul Hayne. “É possível que 5 ou 10 metros abaixo da superfície você tenha grandes camadas de gelo.”

Este gelo lunar pode ser difícil de descobrir, pois provavelmente está enterrado sob vários metros de poeira lunar. Mas agora que sabemos onde pode estar, tudo o que temos a fazer é começar a cavar.

Fontes: Qamariya Nasrullah

Artigo Científico: https://iopscience.iop.org/article/10.3847/PSJ/ac649c/meta

Não deixem de se inscreverem no Canal do YouTube pois é muito importante para o crescimento do projeto. Meu muito obrigado! https://www.youtube.com/c/AstroAnimatorVFX/ “

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *