Mon. Jun 17th, 2024

Como parte de seu programa de Conceitos Avançados Inovadores, a NASA concedeu um grande prêmio a uma equipe que trabalha em velas solares que podem se mover em qualquer direção usando cristas que difratam a luz como os prismas.

O financiamento de US $ 2 milhões foi para pesquisadores que desenvolvem um novo tipo de vela solar como parte do programa Innovative Advanced Concepts (NIAC) da NASA, que apoia projetos com potencial para transformar missões futuras.

Geralmente, as velas solares funcionam refletindo a luz do sol – cada fóton, ou partícula de luz, que ricocheteia no material fino e brilhante transmite uma pequena quantidade de impulso à nave. Uma grande limitação é que, se você quiser se mover em qualquer direção que não seja diretamente para longe do sol, precisará girar a vela inteira, para que essas embarcações não sejam particularmente ágeis.

Amber Dubill, da Universidade Johns Hopkins, em Maryland, e sua equipe desenvolveram uma solução para essa desvantagem. Eles estão trabalhando em uma vela feita de um material difrativo, que pode refletir a luz em várias direções sem precisar ser girada. Ele faz isso por meio de pequenas saliências no material, cuja orientação pode ser alterada passando uma corrente elétrica pela vela. A vela resultante teria uma aparência de arco-íris ondulante, pois as cristas agem como prismas.

Quando a luz salta para o lado, empurraria toda a espaçonave para o lado, em vez de diretamente para a frente. “Mesmo um pequeno chute lateral acaba sendo significativo quando você está tentando empurrar em uma direção que seria difícil ou impossível de fazer girando fisicamente toda a vela”, diz Ron Turner, consultor científico do NIAC.

Dubill e sua equipe propuseram uma missão para usar sua nova vela solar. A espaçonave usaria uma vela para chegar a uma órbita polar ao redor do sol e observar sua parte superior e inferior, o que é difícil de fazer com espaçonaves mais tradicionais.

Os pesquisadores planejam testar vários materiais para verificar quão bem eles funcionam na vela e no espaço, enquanto também desenvolvem trajetórias e instrumentos para a missão solar. Se tudo correr bem, no final do prêmio de dois anos do NIAC, a equipe estará pronta para enviar uma frota de espaçonaves iridescentes ao redor do sol.

Fonte: Leah Crane

Não deixem de se inscreverem no Canal do YouTube pois é muito importante para o crescimento do projeto. Meu muito obrigado! https://www.youtube.com/c/AstroAnimatorVFX/ “

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *